O Professor tira dúvidas

Dezembro 22 2012

http://vmais.rr.sapo.pt/default.aspx?fil=255745

 

 

publicado por OPTD às 12:32

Novembro 29 2012

 

A propósito do excerto de Mark Twain...
publicado por OPTD às 22:41
Tags:

Novembro 14 2012

Este tipo de texto misto, com texto e imagem, tem como objetivo convencer o leitor/espetador/ouvinte de alguma coisa, seja comprar um produto ou apenas mudar de atitude.

Apresenta sempre o logótipo e slogan da instituição, um pequeno texto argumentativo com as características positivas do produto, usando e abusando dos adjetivos.

A imagem é usada como elemento captador da atenção.

O imperativo é habitual na forma de interagir com o público alvo, adaptando a linguagem à faixa etária.

As músicas, jingles, a presença e/ou ausência do produto, pessoas conhecidas e outros são algumas das «armas» usadas, como se pode ver nos anúncios abaixo.

 

A tenção

I nteresse

D esejo

M emória

A ção

 

 

 
~
 
 
publicado por OPTD às 15:13

Outubro 16 2012
 

 

 

 

 


.

 


 


 


 

 
publicado por OPTD às 21:08
Tags: ,

Outubro 09 2012
publicado por OPTD às 15:36
Tags:

Setembro 14 2012

http://videos.sapo.pt/usfDI6W8Sr7lGhZ51LrL

 

 

 

 

publicado por OPTD às 16:25

Agosto 19 2012
publicado por OPTD às 16:21

Junho 22 2012
 
 
Deriva
 

Vi as águas os cabos vi as ilhas
E o longo baloiçar dos coqueirais
Vi lagunas azuis como safiras
Rápidas aves furtivos animais
Vi prodígios espantos maravilhas
Vi homens nus bailando nos areais
E ouvi o fundo som de suas falas
Que nenhum de nós entendeu mais
Vi ferros e vi setas e vi lanças
Oiro também à flor das ondas finas
E o diverso fulgor do outros metais
Vi pérolas e conchas e corais
Desertos fontes trémulas campinas
Vi o rosto de Eurydice das neblinas
Vi frescor das coisas naturais
Só do Preste João não vi sinais

As ordens que levava não cumpri
E assim contando tudo quanto vi
Não sei se tudo errei ou descobri
 
Sophia

 

publicado por OPTD às 14:40

Junho 20 2012

E por vezes as noites duram meses
E por vezes os meses oceanos
E por vezes os braços que apertamos
nunca mais são os mesmos E por vezes

encontramos de nós em poucos meses
o que a noite nos fez em muitos anos
E por vezes fingimos que lembramos
E por vezes lembramos que por vezes

ao tomarmos o gosto aos oceanos
só o sarro das noites não dos meses
lá no fundo dos copos encontramos

E por vezes sorrimos ou choramos
E por vezes por vezes ah por vezes
num segundo se envolam tantos anos.

 

David Mourão-Ferreira

 


 

publicado por OPTD às 15:22

Junho 20 2012

 

Está hoje um dia de vento e eu gosto do vento
O vento tem entrado nos meus versos de todas as maneiras e
só entram nos meus versos as coisas de que gosto
O vento das árvores o vento dos cabelos
o vento do inverno o vento do verão
O vento é o melhor veículo que conheço
Só ele traz o perfume das flores só ele traz
a música que jaz à beira-mar em agosto
Mas só hoje soube o verdadeiro valor do vento
O vento actualmente vale oitenta escudos
Partiu-se o vidro grande da janela do meu quarto

Ruy Belo

 

 

 

 aliteração

publicado por OPTD às 15:18

Um blogue de apoio às minhas aulas e a todos os que gostam de Português, Francês e tudo... Desde 2008.
Setembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO