O Professor tira dúvidas

Junho 07 2010



 

Como amanhã não podemos ter aula, outra vez (!), aqui ficam algumas sugestões de trabalho para o teste da quarta :

 

  • Se for a apresentação,

 

Au petit-déjeuner, je mange du/de l'/de la/des...

au déjeuner...

 

Dans ma chambre, il y a...

 

(o mesmo que já fizemos em aula e já vos entreguei)

 

  • Se for a simulação,

 

Têm exemplos na folha e no sítio http://tourismefle.free.fr/au_restau.htm.

 

 

Só precisam de me dizer se sou o cliente ou o vendedor e quem começa a falar.

 

E vejam o post de 30 de Maio de 2010!

publicado por OPTD às 23:18
Tags:

Maio 30 2010



“Nada deve ser mais importante nem mais desejável (…) do que preservar a boa disposição dos professores (…). É nisso que reside o maior segredo do bom funcionamento das escolas (…).”
“Com amargura de espírito, os professores não poderão prestar um bom serviço, nem responder convenientemente às [suas] obrigações.”
Recomenda-se a todos os professores um dia de repouso semanal: “A solicitude por parte dos superiores anima muito os súbditos e reconforta-os no trabalho.”
“Quando um professor desempenha o seu ministério com zelo e diligência, não seja esse o pretexto para o sobrecarregar ainda mais e o manter por mais tempo naquele encargo. De outro modo os professores começarão a desempenhar os seus deveres com mais indiferença e negligência, para que não lhes suceda o mesmo.”
Incentivar e valorizar a sua produção literária: porque “a honra eleva as artes.”
“Em meses alternados, pelo menos, o reitor deverá chamar os professores (…) e perguntar-lhes-á, com benevolência, se lhes falta alguma coisa, se algo os impede de avançar nos estudos e outras coisas do género. Isto se aplique não só com todos os professores em geral, nas reuniões habituais, mas também com cada um em particular, a fim de que o reitor possa dar-lhes mais livremente sinais da sua benevolência, e eles próprios possam confessar as suas necessidades, com maior liberdade e confiança. Todas estas coisas concorrem grandemente para o amor e a união dos mestres com o seu superior. Além disso, o superior tem assim possibilidade de fazer com maior proveito algum reparo aos professores, se disso houver necessidade.”
"I. 22. Para as letras, preparem-se professores de excelência
Para conservar (…) um bom nível de conhecimento de letras e de humanidades, e para assegurar como que uma escola de mestres, o provincial deverá garantir a existência de pelo menos dois ou três indivíduos que se distingam notoriamente em matéria de letras e de eloquência. Para que assim seja, alguns dos que revelarem maior aptidão ou inclinação para estes estudos serão designados pelo provincial para se dedicarem imediatamente àquelas matérias – desde que já possuam, nas restantes disciplinas, uma formação que se considere adequada. Com o seu trabalho e dedicação, poder-se-á manter e perpetuar como que uma espécie de viveiro para uma estirpe de bons professores.
II. 20. Manter o entusiasmo dos professores
O reitor terá o cuidado de estimular o entusiasmo dos professores com diligência e com religiosa afeição. Evite que eles sejam demasiado sobrecarregados pelos trabalhos domésticos."
Ratio Studiorum da Companhia de Jesus (1599).
Ver imagem em tamanho real

publicado por OPTD às 23:36

Maio 19 2010

 

Na idade média os livros eram escritos pelos copistas à mão. Precursores da taquigrafia, os copistas simplificavam o trabalho substituindo letras, palavras e nomes próprios, por símbolos, sinais e abreviaturas. Não era por economia de esforço nem para o trabalho ser mais rápido (tempo era o que não faltava naquele tempo).

O motivo era de ordem económica: tinta e papel eram valiosíssimos.

Foi assim que surgiu o til (~), para substituir uma letra (um "m" ou um "n") que nasalizava vogal anterior. Um til é um enezinho sobre a letra, pode olhar.

O nome espanhol Francisco, que também era grafado "Phrancisco", ficou com a abreviatura "Phco." e "Pco".

Daí foi fácil Francisco ganhar em espanhol o apelido Paco.

Os santos, ao serem citados pelos copistas, eram identificados por um feito significativo em suas vidas. Assim, o nome de São José aparecia seguido de "Jesus Christi Pater Putativus", ou seja, o pai putativo (suposto) de Jesus Cristo. Mais tarde os copistas passaram a adoptar a abreviatura "JHS PP" e depois "PP". A pronúncia dessas letras em sequência explica porque José em espanhol tem o apelido de Pepe.

Já para substituir a palavra latina «et» (e), os copistas criaram um símbolo que é o resultado do entrelaçamento dessas duas letras: &. Esse sinal é popularmente conhecido como "e comercial" (que dizemos erradamente «i») e, em inglês, tem o nome de «ampersand», que vem do «and» («e» em inglês) + «per se» (do latim «por si») + «and».

Com o mesmo recurso ao entrelaçamento das letras, os copistas criaram o símbolo @ para substituir a preposição latina «ad», que tinha, entre outros, o sentido de "casa de".

Veio a imprensa, foram-se os copistas, mas os símbolos @ e & continuaram a ser usados nos livros de contabilidade. O @ aparecia entre o número de unidades da mercadoria e o preço - por exemplo : o registro contábil 10@£3 significava "10 unidades ao preço de 3 libras cada uma". Nessa época o símbolo @ já ficou conhecido como, em inglês como «at» («a» ou «em»).

No século XIX, nos portos da Catalunha (nordeste da Espanha), o comércio e a indústria procuravam imitar práticas comerciais e contábeis dos ingleses.

Como os espanhóis desconheciam o sentido que os ingleses atribuíam ao símbolo @ («a» ou «em»), acharam que o símbolo seria uma unidade de peso. Para o entendimento contribuíram duas coincidências:

1 - a unidade de peso comum para os espanhóis na época era a arroba, cujo "a" inicial lembra a forma do símbolo;

2 - os carregamentos desembarcados vinham frequentemente em fardos de uma arroba. Dessa forma, os espanhóis interpretavam aquele mesmo registo de 10@£3 assim: "dez arrobas custando 3 libras cada uma". Então o símbolo @ passou a ser usado pelos espanhóis para significar arroba.

Arroba veio do árabe ar-ruba, que significa "a quarta parte": arroba (15 kg em números redondos) correspondia a ¼ de outra medida de origem árabe (quintar), o quintal (58,75 kg).

As máquinas de escrever, na sua forma definitiva, começaram a ser comercializadas em 1874, nos Estados Unidos (Mark Twain foi o primeiro autor a apresentar os seus originais datilografados). O teclado tinha o símbolo "@", que sobreviveu nos teclados dos computadores.

Em 1972, ao desenvolver o primeiro programa de correio eletrónico (e-mail), Roy Tomlinson aproveitou o sentido "@" (at), disponível no teclado, e utilizou-o entre o nome do usuário e o nome do provedor. Assim, " Fulano@Provedor X" ficou significando "Fulano no provedor X".

Em diversos idiomas, o símbolo "@" ficou com o nome de alguma coisa parecida com sua forma, em italiano chiocciola (caracol), em sueco snabel (tromba de elefante), em holandês, apestaart (rabo de macaco); em outros idiomas, tem o nome de um doce em forma circular: shtrudel, em Israel; strudel, na Áustria; pretzel, em vários paises europeus. 

 

 

Já agora em Francês diz-se arobase...

publicado por OPTD às 16:12

Março 04 2010

 

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE ESTUDANTES
 
ARTIGO 1º
Denominação, sede e duração
1.      A Associação, sem fins lucrativos, adopta a denominação ………., e tem a sede na Rua..., Lisboa, freguesia de S. João de Brito, concelho de Lisboa e constitui-se por tempo indeterminado.
2.      A Associação tem o número de pessoa colectiva …... e o número de identificação na Segurança Social ………
ARTIGO 2º
Fim
A Associação tem como fim:
a)      Representar os estudantes e defender os seus interesses;
b)      Promover a formação cívica, física, cultural e científica dos seus membros;
c)      Estabelecer a ligação da escola e dos seus associados à realidade socioeconómica e política do país;
d)     Defender e promover os valores fundamentais do ser humano;
e)      Contribuir para a participação dos seus membros na discussão dos problemas educativos.
 
 
ARTIGO 3º
Receitas
Constituem receitas da Associação, designadamente:
a)      A jóia inicial paga pelos sócios;
b)      O produto das quotizações fixadas pela Assembleia Geral;
c)      Os rendimentos dos bens próprios da Associação e as receitas das actividades sociais;
d)     As liberalidades aceites pela Associação;
e)      Os subsídios que lhe sejam atribuídos.
 
 
 
ARTIGO 4º
Órgãos
1.    São órgãos da Associação a Assembleia Geral, a Direcção e o Conselho Fiscal.
2.    O mandato dos titulares dos órgãos sociais é de um ano.
 
ARTIGO 5º
Assembleia Geral
  1. A Assembleia Geral é constituída por todos os associados no pleno gozo dos seus direitos.
  2. A competência da Assembleia Geral e a forma do seu funcionamento são os estabelecidos no Código Civil, designadamente no artigo170º, e nos artigos 172º e 179º.
  3. A mesa da Assembleia Geral é composta por três associados, um presidente e dois secretários, competindo-lhes dirigir as reuniões da Assembleia e lavrar as respectivas actas.
 
ARTIGO 6º
Direcção
  1. A Direcção, eleita em Assembleia Geral, é composta por três associados, um presidente, um vice-presidente e um tesoureiro.
  2. À Direcção compete a gerência social, administrativa e financeira da Associação, e representar a Associação em juízo e fora dele.
  3. A forma do seu funcionamento é a estabelecida no artigo 171º do Código Civil.
  4. A Associação obriga-se com a intervenção de uma assinatura.
 
ARTIGO 7º
Conselho Fiscal
  1. O Conselho Fiscal, eleito em Assembleia Geral, é composto por três associados, um presidente, um secretário e um vogal.
  2. Ao Conselho Fiscal compete fiscalizar os actos administrativos e financeiros da Direcção, fiscalizar as suas contas se relatórios, e dar parecer sobre os actos que impliquem aumento das despesas ou diminuição das receitas.
  3. A forma do seu funcionamento é a estabelecida no artigo 171º do Código Civil.
 
 
 
 
publicado por OPTD às 18:16

Janeiro 26 2010

as praias desertas continuam

esperando por nós dois

a este encontro eu não posso faltar...

publicado por OPTD às 21:13

Janeiro 24 2010

En Haiti Puerto Principe

 

http://fr.wikipedia.org/wiki/Ha%C3%AFti 

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Haiti

 

Como ajudar :

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=1469759

 

http://www.publico.clix.pt/Sociedade/como-pode-ajudar_1417790

 

 

 

publicado por OPTD às 22:19

Janeiro 17 2010

 

Parlamento Jovem (Educação Sexual)
2009/2010
Medidas 8º D
Lista A
 
1.      Convite a um responsável por uma organização de apoio a jovens mães (Lar de S. José; Mamãs com futuro; Mãe Sol…) para uma pequena palestra sobre a temática “Ser mãe e adolescente”, seguido de um espaço para colocar questões.
2.      Convite a um psicólogo para uma sessão sobre “Viver afectos na adolescência: o peso da pressão do grupo”, seguido de discussão sobre a questão.
3.      “Ser diferente, na 1ª pessoa” – a propósito da aprovação da lei que permite o casamento entre casais homossexuais, ouvir o depoimento de alguém que se assumiu como diferente, num qualquer momento do seu percurso.
 
Proposta de Tema para 2011
“Ser imigrante em Portugal”
 
 
 
Lista A  
Miriam Melício
Miguel Almeida
Catarina Fernandes
João Pedro Rosado
Tânia Martins
Carolina Fonseca
Diogo Santos
Cátia Pinto
Bruno Branco
Sebastião Beja da Costa
 
 
Medidas 8º B
Lista B
1.           Organização de um debate com médicos, enfermeiros e psicólogos sobre as questões da sexualidade e da afectividade; para além de trabalhar as questões biológicas e os métodos contraceptivos, é importante conhecer as transformações psicológicas e emocionais associadas…
2.           Convite a uma mãe adolescente para partilha de testemunhos; porque é mais interessante ouvir alguém mais próximo em interesses, idade, experiências concretas do que falar do assunto abstractamente…
3.           Convite a alguém mais experiente para partilha de experiências; para tomar contacto com visões deste tema diferentes e com base em vivências pessoais ao longo dos tempos…
 
Tema 2011 : Racismo
 
  
Lista B
 
 
Victor
Emanuela
Ivan
Mónica
Daniela P.
Daniela S.
Fábio
Tânia
Inês
Jessica
 
Mesa de voto :
Presidente José Miranda
Vice-Presidente Helder Marques
Secretário João Pedro
 
Comissão Eleitoral :
Teresa Nunes
Ermelinda Patinha
Mónica Simões
publicado por OPTD às 17:32
Tags:

Dezembro 26 2009

 Meu menino Jesus

Obrigado!

publicado por OPTD às 19:43
Tags:

Dezembro 20 2009

 Dvd's

 

lost.onlinewebshop.net

 

publicado por OPTD às 10:27
Tags:

Dezembro 19 2009

Joyeux Noël

publicado por OPTD às 11:51
Tags:

Um blogue de apoio às minhas aulas e a todos os que gostam de Português, Francês e tudo... Desde 2008.
Setembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


links
pesquisar
 
blogs SAPO