O Professor tira dúvidas

Dezembro 02 2011

aqueles que têm nome e nos telefonam
um dia emagrecem - partem
deixam-nos
dobrados ao abandono
no interior duma dor inútil muda
e
voraz

arquivámos o amor no abismo do tempo
e para lá da pele negra do
desgosto
pressentimos vivo
o passageiro ardente das areias - o
viajante
que irradia um cheiro a violetas nocturnas

acendemos então
uma labareda nos dedos
acordamos trémulos confusos - a mão queimada
junto
ao coração

e mais nada se move na centrifugação
dos segundos - tudo
nos falta

nem a vida nem o que dela resta nos consola
e a ausência
fulgura na aurora das manhãs
e com o rosto ainda sujo de sono ouvimos
o
rumor do corpo a encher-se de mágoa

assim guardamos as nuvens breves os
gestos
os invernos o repouso a sonolência
o vento
arrastando para longe
as imagens difusas
daqueles que amámos mas não voltaram
a
telefonar

in Horto de Incêndio

 

publicado por OPTD às 16:48

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Um blogue de apoio às minhas aulas e a todos os que gostam de Português, Francês e tudo... Desde 2008.
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
31


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO