O Professor tira dúvidas

Outubro 07 2011

publicado por OPTD às 17:04

Outubro 06 2011
~
~

~~~~
Alguém sabe porquê "maçã"?
 
E qual a melhor invenção?
~~~~
Frases para inspirar
 
Mais informações
 
publicado por OPTD às 21:15

Outubro 04 2011

Vi, claramente visto, o lume vivo
Que a marítima gente tem por santo,
Em tempo de tormenta e vento esquivo,
De tempestade escura e triste pranto.
Não menos foi a todos excessivo
Milagre, e cousa, certo, de alto espanto,
Ver as nuvens, do mar com largo cano,
Sorver as altas águas do Oceano.

 

Camões

 

Em horas inda louras, lindas
Clorindas e Belindas, brandas
Brincam nos tempos das Berlindas
As vindas vendo das varandas.

 

Fernado Pessoa

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Alitera%C3%A7%C3%A3o

 

 

Chanson d'automne

Les sanglots longs
Des violons
De l'automne
Blessent mon coeur
D'une langueur
Monotone.

Tout suffocant
Et blême, quand
Sonne l'heure,
Je me souviens
Des jours anciens
Et je pleure

Et je m'en vais
Au vent mauvais
Qui m'emporte
Deçà, delà,
Pareil à la
Feuille morte.

 

Verlaine

 

Aliteração
■ substantivo feminino
Rubrica: estilística, gramática, literatura.
Repetição de fonemas idênticos ou parecidos no início de várias palavras na mesma frase ou verso, visando obter efeito estilístico na prosa poética e na poesia (p.ex.: rápido, o raio risca o céu e ribomba); aliteramento, paragramatismo

publicado por OPTD às 15:08

Outubro 04 2011
 
 

 

 

 

Dimensão Pragmática da Língua

 

Enunciação

Discurso

 

Deixis - palavras que apontam para o contexto situacional

 

deítico

pessoal eu

espacial aqui

temporal falarei

social o senhor doutor

 

Atos de fala Está calor aqui!

 

locutório (enunciação)

ilocutório (intenção)

perlocutório (resultado)

 

Atos ilocutórios

assertivos  verdade - afirmar, concordar,informar

diretivos ação - mandar, ordenar, pedit, aconselhar

compromissivos obrigação - assegurar, comprometer-se com, jurar, prometer

expressivos  expressão - detestar, felicitar, adorar

declarativos criar nova realidade - declarar, nomear, batizar

indireto implícito, transmite-se mais do que se diz realmente

 

Princípios reguladores da interação discursiva

 

Princípio da cooperação

 

Máximas

quantidade

qualidade

relevância

modo

 

Princípio da cortesia

face positiva/negativa

 

Adequação discursiva

uso oral/escrito

registo formal/informal

formas de tratamento

 

Inferências Vamos sair hoje?

 

pressuposições

implicaturas conversacionais

 

Discurso

direto personagem -!?...

indireto narrador afirmou, disse...

indireto livre pensamento da personagem no discurso do narrador, às vezes tem ?!..., sem -

 

publicado por OPTD às 14:37
Tags: ,

Outubro 04 2011

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 

 

Conceitos a pesquisar,

 

Linguagem e Comunicação

 

 

Linguagem - sistema de sinais que serve de meio de comunicação entre humanos, animais, máquinas...

 

verbal - exclusiva do Homem, palavra escrita/oral

não verbal - sons, gestos

 

emissor

recetor

mensagem

canal

código

contexto

 

Frase - sequência de palavras organizadas de acordo com as regras da língua

Enunciado - frase proferida por um locutor numa situação concreta

Enunciação - a língua em discurso

Discurso - produção verbal que resulta da interação comunicativa numa situação concreta (dimensão linguística e extralinguística)

 

Língua - código utilizado por cada comunidade linguística

 

oral

escrita

oficial

nacional

viva

morta

materna

segunda

estrangeira

minoritária

padrão/norma

naturais

artificiais

 

 

 

Falante

Comunidade

 

 

 

 
 

 

 

 

Le mirandés de hoije ben de la eiboluçon que tubo la lhengua de l Reino de Lhion, na tierra de Miranda, al lhargo de cientos de anhos, sufrindo la anfluença de l pertués, de l castelhano i de outras lhénguas, mas mantenendo la sue matriç oureginal: lhéngua filha de l lhatin i pertenciente a la família de las lhénguas stur-lhionesas. Quando l reino de Pertual de custituiu, apartando-se de l Reino de Lhion, yá na tierra de Miranda se falaba lhionés i assi tamien serie ne l mais de l atual çtrito de bergáncia. L pertués que ende hoije se fala ten muita palabra que bieno de l lhionés pa l pertués, i que ls dicionairos cuncídran, ls mais deilhes, cumo regionalismos stramuntanos.(...). Amadeu Ferreira
In Público, Segunda-feira, 27 de Outubro de 2008

 

Variação e normalização linguísticas

 

 

Variação

diacrónica - ao longo do tempo pera>para

diatópica - geográfica Portugal, Palop, Brasil (dialetos) fêra/feira

diastrática - social

diafásica - situação  negativa, nega, chumbo

 

Registo

 

cuidado

corrente

familiar

popular

gíria

calão

linguagem técnica e científica

publicado por OPTD às 14:20
Tags: ,

Outubro 02 2011
BANCO DO LIVRO ESCOLAR


O Banco do Livro Escolar pretende promover a troca GRATUITA de livros escolares entre alunos do ensino básico e secundário. (Informem quem precisar)

 

O Banco do Livro Escolar recebe ofertas de livros e disponibiliza os mesmos livros GRATUITAMENTE aos interessados.

Ajude-nos a partilhar esta ideia!

Reutilizar é ainda melhor que Reciclar!

Gratuitidade como Princípio de honra.
Todo e qualquer produto ou serviço prestado por ou para o Banco do Livro escolar é gratuito.

Como funciona o Banco do Livro escolar?

- O Banco do Livro escolar recebe ofertas dos livros escolares usados.
- O Banco do Livro escolar disponibiliza gratuitamente os mesmos livros a quem precisa deles.
- As fotografias dos livros escolares disponíveis são visíveis na página do Banco do Livro escolar no facebook.
- Em cada álbum é possível saber em que cidade se encontra fisicamente o livro escolar pretendido.

https://www.facebook.com/pages/Banco-do-Livro-Escolar-troca-gratuita-de-livros-escolares/225872964128247?sk=wall <https://www.facebook.com/pages/Banco-do-Livro-Escolar-troca-gratuita-de-livros-escolares/225872964128247?sk=wall>

O Banco do Livro escolar promove o transporte dos livros entre os vários pontos de entrega e recolha do País.
O transporte dos livros é feito por voluntários e não tem qualquer custo mas pode demorar alguns dias.
Se já ofereceu os livros escolares a outra pessoa, já cumpriu o princípio de funcionamento do Banco do Livro pelo que pode levantar novos livros escolares sem entregar outros livros.

Onde entregar / levantar os Livros escolares?

Sede - Porto
Centro de Estudos - Henrique Cunha
Av Dr Antunes Guimarães, 63 - 3º dto
4100 079 Porto
tel fixo 309 956 690
tel movel 912 447 177

Lisboa - Almirante Reis
Bem-me-quer
Av. Almirante Reis N.152- 1000-052 Lisboa
Tel 218476678
horário- 12-19h de segunda a sábado
Responsável - Paula Cascais

Braga
Morada disponível em breve

Gondomar
Morada disponível em breve

Quer criar um banco do Livro escolar na sua cidade?
O Banco do Livro escolar pretende alargar a rede de pontos de recolha e entrega de livros escolares por todo o País.
Se deseja criar um Banco do Livro escolar na sua cidade por favor contacte:
Henrique Cunha
Av Dr Antunes Guimarães, 63 - 3º dto
4100 079 Porto
tel fixo 309 956 690
tel movel 912 447 177

publicado por OPTD às 16:37
Tags:

Um blogue de apoio às minhas aulas e a todos os que gostam de Português, Francês e tudo... Desde 2008.
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
19
21

23
25
26
28
29

31


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO