O Professor tira dúvidas

Março 17 2009

Ficha de trabalho n.º
Disciplina: Língua Portuguesa
Tema – Expressão escrita
Ano/turma:
Professor:
Data:
Velha Fábula em Bossa Nova
I. Atenta na mancha gráfica do texto e na indicação bibliográfica.
1. Refere:
1.1. o nome do autor do poema Velha Fábula em Bossa Nova;
1.2. o título do livro de onde foi retirado o poema;
1.3. a editora do livro.
Velha Fábula em Bossa Nova
Minuciosa formiga
não tem que se lhe diga:
leva a sua palhinha
asinha, asinha.
Assim devera eu ser
e não esta cigarra
que se põe a cantar
e me deita a perder.
Assim devera eu ser:
de patinhas no chão,
formiguinha ao trabalho
e ao tostão.
Assim devera eu ser
se não fora
não querer.
………………
Alexandre O'Neill, Palavras de Cristal, Lisboa, Ed. Plátano (Selecção de Fernanda Camacho)

1. minuciosa - faz tudo com muito rigor e atenção.
2. asinha - depressa (advérbio).

2. Lê o poema Velha Fábula em Bossa Nova.
2.1. Este poema faz-te lembrar uma "Velha Fábula " conhecida. Porquê?
2.2. Reconta-a resumidamente.

3. Agora atenta exclusivamente no poema.
3.1. Qual a característica fundamental do retrato da formiga?
3.2. Que sentimentos desperta a "formiguinha" no sujeito poético?
3.3. "Assim devera eu ser:/ de patinhas no chão".
3.3.1. Explica por palavras tuas este desejo do sujeito poético.

4. Transcreve o verso em que o sujeito poético faz uma acusação à cigarra.
4.1. Explica em que consiste essa acusação.

5. Contudo, na última estrofe, o sujeito poético faz uma afirmação inesperada.
Porquê?

6. Então qual é a "lição de moral" contida no poema.
6.1. Concordas com ela? Justifica a tua opinião.

7. Explica o sentido das seguintes expressões populares:
7.1. Segue a formiga se queres viver sem fadiga.
7.2. O teu inimigo é pequeno como uma formiga, mas guarda-te dele como se fosse um elefante.

8. Diz se concordas com as ideias nelas contidas.

9. Faz corresponder aos seis elementos da coluna A seis elementos da coluna B, de modo a obteres afirmações verdadeiras.
A
B
1)
"minuciosa formiga"
a)
pronome pessoal (sujeito)
2)
"tem que se lhe diga"
b)
pronome possessivo
3)
"assim devera eu ser"
c)
adjectivo qualificativo, grau normal
4)
"Leva a sua palhinha"
d)
nome abstracto
5)
"devera ser"
e)
pronome pessoal (Complemento Indirecto)
6)
"se lhe diga"
f)
forma verbal no futuro do indicativo.
g)
determinante possessivo.
h)
forma verbal no pretérito-mais-que-perfeito.
i)
forma verbal no presente do conjuntivo.

1. ________ 2. ________ 3. _______ 4. _______ 5. _______ 6. _______

 

 

"Poema do coração" - Ficha de trabalho
 
Ficha de trabalho n.º
Disciplina: Língua Portuguesa
Tema – Expressão escrita
Ano/turma:
Professor:
Data:
Poema do coração
Lê, com muita a tenção, o poema que se segue.
Poema do Coração
Eu queria que o Amor estivesse realmente no coração,
e também a Bondade,
e a Sinceridade,
e tudo, e tudo o mais, tudo estivesse realmente no coração.
Então poderia dizer-vos:
"Meus amados irmãos,
falo-vos do coração",
ou então:
"com o coração nas mãos".
Mas o meu coração é como o dos compêndios.
Tem duas válvulas (a tricúspida e a mitral)
e os seus compartimentos (duas aurículas e dois ventrículos).
O sangue ao circular contrai-os e distende-os
segundo a obrigação das leis dos movimentos.
Por vezes acontece
ver-se um homem, sem querer, com os lábios apertados,
e uma lâmina baça e agreste, que endurece
a luz dos olhos em bisel cortados.
Parece então que o coração estremece.
Mas não.
Sabe-se, e muito bem, com fundamento prático,
que esse vento que sopra e ateia os incêndios,
é coisa do simpático.
Vem tudo nos compêndios.
Então, meninos!
Vamos à lição!
Em quantas partes se divide o coração?
António Gedeão, Poesias Completas, Sá da Costa Ed.
Responde ao questionário.
1. Faz o levantamento do vocabulário que se refere ao coração enquanto órgão do corpo humano.
1.1. Selecciona os vocábulos que remetem para os sentimentos do coração.

2. Explica o sentido das expressões:
2.1. "falo-vos do coração"
2.2. "com o coração nas mãos"

3. Dá dois exemplos de expressões e/ou provérbios em que apareça a palavra coração.

4. Quais os sentimentos que o sujeito poético gostaria que estivessem no coração?
4.1. Que outro sentimento pensas que ele gostaria de incluir quando refere "e tudo, e tudo o mais"?

5. Identifica e explica o valor expressivo do recurso estilístico presente no seguinte verso: "Mas o seu coração é como o dos compêndios."

6. Achas que o poema dá resposta à pergunta do último verso?
6.1. Justifica devidamente a tua opinião.

7. Identifica a classe dos vocábulos sublinhados:
"Eu queria que o Amor estivesse realmente no coração,"
"Em quantas partes se divide o coração?"

8. Analisa sintacticamente o verso: "Vem tudo nos compêndios."

9. Num pequeno texto, em prosa ou em verso, caracteriza o "teu coração"!
 
publicado por OPTD às 22:14
Tags:

Um blogue de apoio às minhas aulas e a todos os que gostam de Português, Francês e tudo... Desde 2008.
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
14

15
16
19
21

25
27

31


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO