O Professor tira dúvidas

Setembro 30 2016

Notas de Leitura

  • Falar em público é a situação estatisticamente mais apontada como das mais difíceis, apesar de 70% dos ouvintes acreditar naquele que toma a palavra, daí ser importante…
  1. Preparar o discurso
    • Escolher o tema
    • Conhecer o tema
    • Decidir o que dizer sobre o tema
    • Rever dúvidas linguísticas relacionadas com o tema
  2. Método
    • Organizar a sequência (introdução, desenvolvimento, conclusão)
    • Suportes (memória, imagens, cartões com tópicos e não frases)
    • Ensaiar com ou sem público
  3. Conteúdo
    • Introdução (e.g. «O tema de que vou falar hoje é..., porque...»)
    • Factual, mas emocional e significativo («O  autor/título/…») ou apenas pessoal (para mim,…)
    • Sorrir, sublinhar com as mãos, apontar
    • Usar linguagem adequada (KISS),citações, humor com inteligência…
    • Conclusão (e.g. «Para concluir, …»)
  4. Tipos de orador
    • Hiena – ri demasiado, pouca atenção ao outro
    • Elefante – memória a longo prazo, atenção aos detalhes, sabe muito de poucos assuntos
    • Pavão – exibicionista, sabe pouco, mas consegue usar bem o que sabe
    • Camelo – exagerados na transmissão de conhecimentos, esgotantes
    • Esquilo – esquecido, agitado
    • Rato – nervoso, trémulo, voz pouco envolvente
    • Tatu – escavador, atento, seguro, organizado
  5. Conselhos
    • Motivação do orador
    • Atenção ao público
    • Respirar fundo
    • Manter contacto visual
    • Falar pausadamente
    • Manter-se ativo (olhos, cara, mãos)
    • Fazer pausas nos momentos certos
    • Não parar, nem desistir
    • Quando interrogado, agradecer a questão (fugir, reformular, prolongar, não ouvir…)
    • Tratar os imprevistos com humor

Steward, Chris & Wilkinson, Mike. (2004) Falar em público. Porto Editora: Porto.  

 

Interpretar textos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade.

 

1. Identificar o tema e explicitar o assunto.

2. Distinguir informação essencial e informação acessória.

3. Fazer deduções e inferências.

4. Distinguir diferentes intencionalidades comunicativas (narrar, expor/informar, descrever, exprimir sentimentos, persuadir).

5. Manifestar ideias e pontos de vista pertinentes relativamente aos discursos ouvidos.

 

Registar, tratar e reter a informação.

1. Identificar ideias‐chave.

2. Tomar notas.

3. Reproduzir o material ouvido, recorrendo à síntese.

 

 

Participar oportuna e construtivamente em situações de interação discursiva.

1. Respeitar as convenções que regulam a interação discursiva.

2. Pedir e dar informações, explicações, esclarecimentos.

3. Retomar, precisar ou resumir ideias, para facilitar a interação.

4. Apresentar propostas e sugestões.

 

Produzir textos orais corretos, usando vocabulário e estruturas gramaticais diversificados e recorrendo a mecanismos de coesão discursiva.

1. Planificar o texto oral a apresentar, elaborando tópicos.

2. Utilizar informação pertinente, mobilizando conhecimentos pessoais ou dados obtidos em diferentes fontes, sob supervisão do professor.

3. Usar a palavra com fluência e correção, utilizando recursos verbais e não verbais com um grau de complexidade adequado às situações de comunicação.

4. Diversificar o vocabulário e as estruturas frásicas utilizadas no discurso.

5. Utilizar pontualmente ferramentas tecnológicas como suporte adequado de intervenções orais.

 

Produzir textos orais (4/5 minutos) de diferentes categorias e géneros e com diferentes finalidades.

1. Narrar.                                                        

2. Fazer a apresentação oral de um tema.

3. Apresentar e defender ideias, comportamentos, valores, justificando pontos de vista.

 

PMCPEB, 2015

publicado por OPTD às 19:35

Um blogue de apoio às minhas aulas e a todos os que gostam da Língua Portuguesa (e Francesa) e tudo...
Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
20
21
22
23
24

25
27
28
29


links
pesquisar
 
Contador (desde Julho 2009)

contador gratis
blogs SAPO