O Professor tira dúvidas

Abril 16 2015

 

Cf. Recursos e informações para quem lê, quer ler, dar a ler...

 

Basta clicar na lista à esquerda:

 

http://www.voluntariosdaleitura.org/index.php?s=info&pid=9&title=Recursos:_Informacao_e_Formacao

publicado por OPTD às 09:23
Tags:

Fevereiro 23 2015

História de Portugal acelerada

A história de Portugal como nação europeia remonta à Baixa Idade Média, quando o condado Portucalense se tornou autónomo do reino de Leão. Contudo a história da presença humana no território correspondente a Portugal começou muito antes. A pré-história regista os primeiros hominídeos há cerca de 500 mil anos. O território foi visitado por diversos povos: fenícios que fundaram feitorias, mais tarde substituídos por cartagineses. Povos celtas estabeleceram-se e misturaram-se com os nativos. No século III a.C. era habitado por vários povos, quando se deu a invasão romana da península Ibérica. A romanização deixou marcas duradouras na língua, na lei e na religião. Com o declínio do Império Romano, foi ocupado por povos germânicos e depois por muçulmanos  (mouros e alguns árabes), enquanto os cristãos se recolhiam a norte, nas Astúrias.

Em 1139, durante a reconquista cristã, foi fundado o Reino de Portugal a partir do condado Portucalense, nascido entre os rios Minho e Douro. A estabilização das suas fronteiras em 1297 tornou Portugal o país europeu com as fronteiras mais antigas. Como pioneiro da exploração marítima na Era dos Descobrimentos, o reino de Portugal expandiu os seus territórios entre os séculos XV e XVI, estabelecendo o primeiro império global da história, com possessões em África, na América do Sul, na Ásia e na Oceânia. Em 1580 uma crise de sucessão resultou na União Ibérica com Espanha. Sem autonomia para defender as suas posses ultramarinas face à ofensiva holandesa, o reino perdeu muita da sua riqueza e status. Em 1640 foi restaurada a independência sob a nova dinastia de Bragança. O terramoto de 1755 em Lisboa, as invasões espanhola e francesas, resultaram na instabilidade política e económica. Em 1820 uma revolta fez aprovar a primeira constituição portuguesa, iniciando a monarquia constitucional que enfrentou a perda da maior colónia, o Brasil. No fim do século, a perda de estatuto de Portugal na chamada partilha de África.

Uma revolução em 1910 depôs a monarquia, mas a primeira república portuguesa não conseguiu liquidar os problemas de um país imerso em conflito social, corrupção e confrontos com a Igreja. Um golpe de estado em 1926 deu lugar a uma ditadura. A partir de 1961 esta travou uma guerra colonial que se prolongou até 1974, quando uma revolta militar derrubou o governo. No ano seguinte, Portugal declarou a independência de todas as suas posses em África. Após um conturbado período revolucionário, entrou no caminho da democracia pluralista. A constituição de 1976 define Portugal como uma república semipresidencialista. A partir de 1986 reforçou a modernização e a inserção no espaço europeu com a adesão à Comunidade Económica Europeia  (CEE).

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_de_Portugal (adaptado) 437

 

(5) 140

(6) 150

 

publicado por OPTD às 08:40
Tags: ,

Fevereiro 23 2015

1 achavam-se

admiravam

agosto

Além

5 anos

antiga

Antiga

antigos

Após

10 assim

avô

azulejos

bétulas

breve

15 incursão

Política

esquerda

brilho

buxo

20 camélias

canteiro

caramanchão

carvalhos

casa

25 casou

Advogado

tiveram

Cavaleiro

Rapaz

30 Bronze

central

cheio

cheiro

cidades

35 cinco

civilizados

coisas

começou

comerciante

40 como

compreensão

concreto

ângulo

consideração

45 constipar

Coral

davam

Depois

passar

50 infância

mudou

dinamarquês

diretor

produzido

55 primeiro

dos

encontro

era

escritor

60 esquisitas

estrangeiras

estrelas

respiração

noite

65 estudante

estava

movimentos

Politicamente

envolvido

70 defendia

monarquia

constitucional

criticou

abertamente

75 ditadura

estufa

 Fada

fala

família

80 aristocrática

rica

filhos

filme

concluído

85 pelo

Final

vida

flores

foi

90 ganhou

aclamação

contador

histórias

Contos

95 Exemplares

Geografia

primeira

mulher

receber

100 gladíolos

glicínias

gostavam

 havia

 herdou

105 ideal

Ideias

 Liberdade

 justiça

Ilhas

110 imagens (5)

infelizmente

irritantes

janela

jardim

115 jardins

Jornalista

 autor

línguas

magnólias

120 maior (6)

maioria

maneira

Mar

maravilhoso

 125 medo

Menina

minha

moda

moravam

130 morreu

 Lisboa

muitas

muito

mundanas

135 mundo

murmuravam

muro

nele

noite

140 nome

num

frequentou

Universidade

Oriana

145 originalidade

para

participação

passeavam

paterno

150 perfume

Perto

plátanos

poema

poesia

155 poéticas

Pois

pomares

porque

Porto

160 Português

pouco

projetada

publicou

quando

165 quase

raça

realidade

realmente

recebeu

170 recebiam

Recorrentes

Grécia

Referida

Portugal

175 nasceu

relacionar

repente

 silêncio

 distância

180 ressonância

ruas

Rígida

 Educação

 católica

185 permanecer

crente

 fervoroso

roseirais

rosto

190 Saíam

salas

são

secretamente

sempre

195 sentiam

sombra

sorriam

 superiores

tema

200 Tempo

Terra

tília

tinham

 trabalho

205 traduzida

traduziu

trinta

últimos

universo

210 vários

antologias

Sexto

vez

vezes

215 vida

visitas

volta

vozes

amor

220 paz

publicado por OPTD às 08:40
Tags: ,

Maio 14 2011

 

http://clubedaleitura.clix.pt/

 

Partilha, discute e descobre livros e amigos.

 

Inscreve-te, procura um clube na tua cidade, cria o teu próprio clube, procura as tuas áreas de interesse.

 

Pode ser até que encontres uma boa sugestão para apresentar em aula...

 

 

 

 

Para perceberes melhor esta imagem lê O Principezinho...

 

publicado por OPTD às 12:07

Julho 15 2010

publicado por OPTD às 19:07

Junho 09 2010

GRANDES LIVROS
Em época de exames, a RTP2 está retransmitir
diariamente, de segunda a sexta, às 00h30m, a sua
série de programas dedicada a grandes livros da
literatura portuguesa. Os programas, e muito mais,
também estão disponíveis em linha, no sítio
http://www.rtp.pt/icmblogs/rtp/grandeslivros/

publicado por OPTD às 16:59

Maio 16 2010



 

 

Proposta A estranha e talentosa chaleira de Pearl S. Buck
1. Antes de leres A estranha e talentosa chaleira de Pearl S. Buck, desenha uma e explica para que serve.
Lê agora o texto seguinte:
História da chaleira (‘tá cheio de erros…)
Um objeto tão simples, porém com uma história incrível as chaleiras, antigamente feitas de ferro e de dificil manuseio, superou as espectativas na evolução dos eletrodoméstiscos. O que parecia ser um eletrodoméstico sem solução nehuma, tornou-se indispensável em todo o mundo.
Relatos antigos mostram que o Japão foi ums dos pioneiros a fabricar chaleiras, a primeira data de 1517 e já apresentava sua forma arredondada, com bico e braço semelhante aos modelos encontrados hoje. Foram eles também os pioneiros na fabricação de chaleiras de porcelana, não só como ornamento mas também para uso, eles desenvolveram um material resistente que podia ser levado direto ao fogo.
Outro país que ajudou os novos engenheiros elétricos a participar na evolução das chaleiras, foram os Russos, que esquentavam a água numa espécie de samovar (ou self-chaleira), traduzindo era uma chaleira que tinha eu caldeira própria no centro, essa "caldeira" era ligada e aquecia a água sem que o usuário precisa-se ter um fogão por perto.
Esse tipo de chaleira foi descoberto pelos Russos depois de dispustas comerciais com o povo persa que usava essas chaleiras durante a travessia pelos campos gelados durante as disputas.
Na Europa, o povo entendido sobre chaleira eram os Ingleses (que até hoje levam a tradição do chá da tarde), foram deles que partiram os primeiros bules esmaltados e pintados, conhecidos como porcelana inglesa.
Foi no final do século XVII que a prata começou a despontar no mercado e os ingleses dominaram rápido a tecnica para molda-la, logo os artigos de ferros e esmalte, foram substituídos pela prata, inclusive as chaleiras.
Uniu-se a tecnica inglesa com o avanço tecnologico americano e as chaleiras foram beneficiadas com essa parceria, além de seu material tornar-se diferenciado (mais bonito, leve, duradouro e seguro) seu sistema de aquecimento também mudou, ao invés do usuário ficar se preodupando com o aquecimento da água no fogão, ele passou a se despreocupar com isso.
A chaleira não dependia mis de aquecimento externo, apenas interno, ou seja, com a chegada da eletrecidade, a chaleira que era um produto comum tornou-se símbolo de sofiscação e praticidade. Além de ser feita com diversos materiais, em diferentes cores e design diferenciado.
As chaleiras elétricas hoje são enciontradas com a maior diversidade por todo o mundo, basta procurar um pouquinho para ver
http://www.chaleira.com.br/?id=23
2. Completa a grelha com as informações pedidas.
Chaleira

 

Materiais de fabrico
Países importantes no seu aperfeiçoamento
Características físicas
Datas marcantes na sua evolução
Características estéticas
Últimos avanços técnicos

 

3. Lê agora o conto de Pearl Buck e depois completa os espaços com elementos do texto.
  1. Uma característica da chaleira
  2. Sinónimo de pendurá-la no infinitivo
  3. Animal peludo e agressivo
  4. Nome dado aos jovens que se preparam para ser sacerdotes
  5. Advérbio de modo
  6. Como ficaram todos
  7. O mesmo que quarto
  8. Sinónimo de rápido
  9. Objecto onde foi guardada a chaleira-texugo
  10. Sítio abandonado e distante
  11. Homem que consertava os objectos de metal do templo
  12. Expressão equivalente a «ganhar um dinheirinho» no plural
  13. Número de moedas pelo qual a chaleira foi vendida
  14. Onde a chaleira andava
  15. O mesmo que ajuizado
  16. Aquilo a que a chaleira é comparada
  1. __ ___ __ ___ ___ ___ ___ ___
  2. ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___
  3. ___ ___ ___ ___ ___ ___
  4. ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___
  5. ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___
  6. __ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___
  7. ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___
  8. ___ ___ ___ ___ ___
  9. ___ ___ ___ ___ ___
  10. ___ ___ ___ ___
  11. ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___
  12. __ ___ ___ ___ ___ ___
  13. ___ ___ ___ ___ ___
  14. ___ ___ ___ ___ ___
  15. ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___
  16. __ ___ ___ ___ ___ ___ ___
4. Certamente reparaste que a maneira como os monges viam a chaleira mudou bastante entre o início e o fim do conto, o que começou por ser uma chaleira estranha tornou-se num tesouro.
4.1.Como explicas esta mudança?
5. Com base na palavra TESOURO, escreve um conto no máximo de 77 palavras.
José Miranda(C)
publicado por OPTD às 16:58

Fevereiro 11 2010

http://www.wdl.org/pt

 

www.wdl.org/pt/

 

publicado por OPTD às 11:19

Janeiro 21 2010

 

http://www.worldartfriends.com/store/401-palavras-soltas.html

 

Também em formato papel (ISBN 978-989-617-654-9).

 

http://www.worldartfriends.com/store/2-livros?p=7

 

publicado por OPTD às 16:02

Setembro 06 2009

http://www.audacia.org

 

publicado por OPTD às 12:47

Um blogue de apoio às minhas aulas e a todos os que gostam da Língua Portuguesa (e Francesa) e tudo...
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


links
pesquisar
 
Contador (desde Julho 2009)

contador gratis
subscrever feeds
blogs SAPO