O Professor tira dúvidas

Fevereiro 25 2009

 

VI
 
A Rosa que me desculpe, porque isto não são disparates, mas antes coisas muito sérias.
Imaginem como se deve sentir só uma Rosa Azul num jardim onde todos têm outras cores.
Como se deve sentir incompreendida, à margem das outras flores, por ter uma cor diferente e por ser, também por isso, especial e única...
Porque era assim que ela se sentia.
 
***
 
No princípio, quando desabrochou, nem se deu conta de que era Azul.
Era uma Rosa e chegava-lhe.
Mas depois as coisas complicaram-se...
Foi quando entrou para a escola das flores.
É que as outras flores metiam-se com ela e chamavam-lhe nomes feios, só por ser Azul e por ser a única flor Azul que as suas colegas tinham visto até então.
Realmente, há flores muito estúpidas!
Chamavam-lhe "podre, murcha, deslavada, escandalosa, desavergonhada" e coisas piores que eu não digo...
Especialmente as Rosas, aquelas invejosas!
Só porque a moda naquele jardim era o Verde e o Vermelho ou o Verde e o Amarelo ou o Verde e o Laranja...
Então o Azul não fica bem com o Verde?!
Pois, é uma questão de originalidade...
Mas porque hão-de ser as flores todas iguais umas às outras?
Os jardins não são concursos de imitações!...
Cada um é como cada qual e se me apetecer vestir umas calças Verde alface e uma camisola Azul bebé, ninguém tem nada a ver com isso...
Ainda que me fiquem mal.
Então eu não sou mais importante do que a cor da minha roupa?!
 
***
 
É que as pessoas às vezes confundem as coisas...
Trocam o que é importante pelo que não é.
Têm muito que fazer e depois...
O que está dentro de cada um de nós é que conta, não o que está por fora!
Eu posso ter aqueles ténis que toda a gente agora tem, mas não ter nada cá por dentro...
Ser assim parecido com aqueles manequins de plástico nas montras das lojas ali no Chiado.
Se eu for antipático e tiver os ténis daquela marca que vocês sabem, não gostam mais de mim por isso, pois não?
É que a roupa e os ténis são coisas e quando estão velhas vão para o lixo, mas as pessoas merecem o nosso respeito e compreensão, a nossa ajuda, o nosso abraço...
Não é por ser Azul que uma Rosa deixa de ser Rosa e isto é que é importante.
Pronto, tem uma cor esquisita para uma Rosa, mas por dentro é a mais linda do jardim e isso é que conta!...
publicado por OPTD às 11:18

Um blogue de apoio às minhas aulas e a todos os que gostam da Língua Portuguesa (e Francesa) e tudo...
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28


links
pesquisar
 
Contador (desde Julho 2009)

contador gratis
blogs SAPO